PINTANDO E REPINTANDO

PINTANDO E REPINTANDO
SEJAM BEM VINDOS

Seguidores

MERCADO LIVRE

Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 12 de março de 2013

PINTURA EM TELA PARA INICIANTES


Adicionar legenda


A arte pode ser um ótimo passatempo na vida das pessoas que precisam relaxar ou mesmo desejam expressar os seus sentimentos mais profundos. A pintura em tela é uma das formas artísticas mais procuradas em todo o mundo para quem está iniciando nessa incursão pelas artes.
Antes de falarmos sobre como começar o seu trabalho de pintura em tela é importante destacar que todo mundo pode pintar e que não é necessário ser um grande desenhista para começar. Tendo em mente que tudo é possível com alguns pincéis e tintas, vamos à lista de materiais que você vai precisar.


 Voçê pode píntar a óleo em qualquer surperfície. 
Materiais Necessários para Iniciantes:
 Telas – Pode ser uma tela profissional grande ou mesmo daquelas pequenas telas vendidas em papelarias, tudo depende do seu objetivo. Dica: No caso de não ter nenhum tipo de experiência, opte por telas menores. Tintas – Podem ser do tipo que você quiser. Dicas de Tintas: A Tinta Acrílica é um tipo de tinta opaca, ou seja, não fica transparente, a menos que seja diluída em água. É perfeita para trabalhos que exijam cores mais vivas e uma pintura mais “certinha”, e por ser mais espessa é fácil de controlar. A Tinta a Óleo é uma das mais utilizadas por pintores profissionais, porém, é difícil de manipular e demora muito tempo para secar. Essa demora tem uma boa vantagem, que é o fato de poder mudar elementos no quadro um bom tempo depois de começar a pintar. Para esse tipo de tinta é interessante fazer algumas aulas de pintura em tela.
A Aquarela também é uma opção para tela, embora não tão comum como as duas primeiras. Aliás, em geral é utilizada para pinturas em papel, pois se trata de uma tinta transparente, que permite efeitos de degrade bastante interessantes e um visual mais suave. Pincéis: Na hora de comprar os seus, procure ter pelo menos um fino (0 ou 1), um médio (3, 4, 5 ou 6) e um grande (10 para cima). A escolha dos pincéis também depende do que você deseja pintar, ou seja, se os seus desenhos incluem muitas áreas grandes procure focar nos pincéis maiores, já para pequenos detalhes prefira os mais finos. É válido observar que existe uma boa variedade de pincéis, cada um feito com um tipo de material. Já que cada tinta se adapta melhor com um deles, informe-se a respeito da tinta que você escolheu e faça compras mais assertivas. Na própria loja em que for comprar os materiais você poderá ter dicas interessantes. Começando: 
Para começar de uma forma mais tranquila é bom fazer um esboço da pintura, ou seja, criar o desenho numa folha. Quando estiver legal, copie-o numa folha de papel vegetal e repasse para o quadro, e somente depois de ter o desenho perfeito comece a pintura. Para se especializar, procure ter aulas de pintura em tela. Uma tela interessante ajuda a criar uma decoração mais viva para os mais variados ambientes e um estilo que tem conquistado vários adeptos é a pintura com aplicações. Se você gosta de peças artesanais diferenciadas a dica é conferir esse tutorial sobre como fazer pintura em tela com rendas. Além de ser um ótimo passatempo também pode ser uma boa forma de garantir uma fonte de renda extra. Crie as suas telas e use toda a sua criatividade para dar aquele toque especial com a ajuda das rendas.  
Como Fazer Pintura em Tela com Rendas
 Esse tutorial consiste na realização da pintura em tela e da posterior aplicação da renda como um emplastro (colado à tela) ou apenas como um molde (quando utilizada junto com spray). Como estamos falando sobre artesanato não existe uma regra estabelecida, o mais importante é que você dê o seu toque especial e faça trabalhos de que goste. Utilizando a Renda como Emplastro Antes de qualquer coisa vale ressaltar que emplasto é tudo o que cria volume sobre a tela, ou seja, quando colamos uma renda sobre a tela estamos criando volume e consequentemente um emplastro. Materiais: Tintas (de preferência acrílica que seca mais rapidamente) Pincéis Rendas (as que você preferir) Tela (do tamanho da sua preferência). Cola de tecido 
Como Fazer

PASSO 1
 Este é um tutorial bem livre, pois tudo dependerá do que você deseja pintar e representar na sua tela. Por isso o primeiro passo deve ser o planejamento da pintura como um todo. Imagine a composição com as rendas sobrepostas na tela, no caso de ter dificuldades de executar o desenho é interessante fazer um esboço a lápis. Se você optar por fazer esse esboço deverá fazer a transferência do desenho com a ajuda de um lápis 4B. Basta pintar com esse lápis a parte de trás da folha do esboço e em seguida coloca-la sobre a tela. Contorne novamente o desenho fazendo o repasse.










 Passo 2 
Com o desenho já sobre a tela é necessário pintar tudo o que será coberto com as tintas. Em alguns casos os artesãos decidem fazer um fundo abstrato com a tinta para apenas aplicar as rendas por cima. Seja como for faça a cobertura com a tinta e espere com paciência que seque. A Tinta Acrílica Seca bem Rapidamente Então se Escolher essa Tinta não Terá Dificuldades.

  Passo 3
 Para finalizar a sua tela com rendas, basta colar as peças sobre o fundo da tela. Para fazer a fixação utilize a cola de tecido. Monte a composição como desejar e deixe secar por um tempo. Uma ideia interessante é criar telas abstratas, pois elas ganham um ar mais profundo com a aplicação das rendas. Utilizando a Renda com o Spray Nesse caso iremos utilizar a renda apenas para pegar o seu desenho na tela e não a colaremos como no exemplo acima. As rendas mais finas são mais indicadas para essa técnica porque permitem a passagem da tinta spray de forma mais fácil.
 Materiais:
 Tintas para o fundo (você pode fazer com as tintas spray também ou mesmo com tinta acrílica) Pincéis (apenas se for pintar o fundo com tinta acrílica) Tintas Spray (procure as melhores nas lojas de artesanato, a dica é escolher uma que seja mais fácil para você aplicar) Rendas (as que você preferir) Forre o Local em que você Fará a sua Pintura com Jornal para Evitar Criar Manchas. Passo 1 Antes de colocar a mão na tinta para valer é importante fazer o planejamento da tela, ou seja, pensar em como será a composição e o que você deseja desenhar. É interessante fazer o repasse do desenho como foi ensinado no 
Passo 1 do tutorial do emplastro.
 Após estar com o desenho na tela e ter bem claro o que fará nela pode seguir para o passo 2.
Passo 2 
Pinte a área da tela que deverá ser coberta com tinta acrílica, você também pode fazer esse fundo com a tinta spray no caso de pensar em fazer apenas um fundo liso. Deixe secar antes de continuar o tutorial. Passo 3 
Após a tinta estar seca chegará a hora de aplicar a textura das rendas a sua tela. Para que dê tudo certo é importante que você seja bem cuidadoso. Fixe a renda no local em deseja aplicar a textura. 
Uma boa dica é aproveitar os casos em que se deseja aplicar a textura nos cantos da tela para fazer a fixação da mesma fora da tela. Assim você evita de marcar a pintura. 
Para fixar a renda no lugar você pode utilizar fita crepe, pois esse tipo de fita solta mais facilmente e não arranca a tinta que está embaixo. Mas, tenha cuidado para não criar uma marca da fita quando for aplicar o spray. 
Passo 4 
A aplicação do spray deve ser feita com segurança para não arriscar estragar o fundo da tela. Por isso mesmo é importante que se você não tem experiência com esse tipo de tinta treine um pouco antes em outras superfícies. Depois de estar bem seguro quanto a sua habilidade para aplicar o spray comece o trabalho da forma que achar melhor. Pintura em Tela com a téc 
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=7lmKwFY3qJM
 Após a aplicação do spray será necessário remover a renda que está por cima da tela.
 Tenha muito cuidado na hora de fazer essa remoção para evitar borrar a pintura da tinta spray. 
Solte a fita crepe com cuidado e remova bem lentamente a renda. 
O Resultado e Algumas Dicas 
O resultado desse trabalho ficará muito bonito e com certeza será fácil conseguir um bom faturamento com as suas telas. As rendas ajudam a dar mais delicadeza a pintura, mas também criam uma intervenção na tinta.
http://artesanato.culturamix.com/pintura/pintura-em-tela-com-rendas-aprenda-a-fazer
Issis Antunes

tinta.
 Tenham um lindo dia!!!

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

grafitagem passo a passo,3D Strassenmalerei in Moskau, Arte na rua,desenho 3D grafite,Miniaula de tela com pintura e serigrafia, pintando o nascer do Sol,pintando o por do sol,os segredos da pintura espatulada



Como fazer Grafite




O grafite é uma arte urbana que em muitos momentos é confundida com a pichação, há grande diferenças entre elas uma vez que o grafite é mais artístico enquanto que a pichação não tem nenhum propósito artístico. O grafite tem uma linguagem própria na qual os seus autores produzem cada arte com um tema adequado as suas propostas. As técnicas e estilos são os mais variados possíveis, há estilos onde a distorção no desenho é grande enquanto que outros se aproximam muito do desenho realista. Para quem quer ser grafiteiro a prática é essencial, no caso de não ter experiência pouca ou nenhuma, o treino constante aperfeiçoa a arte. Veja algumas dicas para os iniciantes começaram os primeiros passos para criar os seus grafites e também para os que já pratiquem conheçam métodos para melhorar seus trabalhos: 

Treine e rascunhe no papel 
 Fazer a arte ou o planejamento do grafite no papel é útil para os iniciantes praticarem os traços e evoluirem o seu conhecimento. Já para os mais experientes fazer o grafite no papel é interessante para prever aspectos sobre a arte que pretende transferir para a parede. Além disso, no papel é possível aplicar a proporção e o mapeamento do grafite, desta maneira o sucesso para passar o desenho para a parede é maior, poderá até usar uma técnica de dividir a arte no papel em blocos transferíveis para a parede. Defina um estilo Para quem é iniciante tenha um estilo como referência para criar as suas artes, uma vez que siga o estilo com o tempo irá memorizar os traços e técnicas de produção de um grafite e poderá transitar entre diferentes estilos. O seu estilo será um estilo baseado nos existentes e que será modificado e personalizado com o tempo. Uma inspiração são as modalidades de pintura que existem, cada uma delas com o tempo se baseou em outra e com essa mistura sempre surgiam novidades. 


Use estruturas de desenhos Ao criar uma arte sempre montar um esqueleto que sirva de base para um grafite, por exemplo, se for desenhar um rosto crie um esqueleto e traçados que fixem as partes do desenho na posição correta com a proporção ideal. Acabamento da arte Para o acabamento da arte use sombras, combinação de cores, perspectiva e outros recursos para o acabamento final do grafite, se for iniciante observe artes feitas e aprenda mais com elas. Para o acabamento da arte conheça mais macetes com quem entende do assunto e obtenha dicas, por exemplo, ao tirar o ar da lata o jato que sai da lata de tinta se torna mais fino e é possível criar um acabamento mais detalhado quanto se trata da arte final. 

Transição para o muro 
 Para os iniciantes somente vá transportar o grafite para o muro quando estiver com a arte pronta e com o acabamento preparado. É necessária alguma experiência antes de colocar o grafite no muro, se nunca grafitou no muro é recomendável que treine antes de colocar um grafite seu em uma rua movimentada e com sua assinatura. Busque dicas e macetes com grafiteiros experientes Infelizmente nem todos os locais possuem cursos de grafiteiros, ter e conhecer um amigo grafiteiro que saiba mesmo grafitar é útil para aprender e aprimorar a arte, mas, não basta somente perguntar e sonhar, é importante que você faça acontecer. A tecnologia também ajuda a entrar em contato com grafiteiro pelo mundo com a ajuda de redes sociais e Internet, não importa a distância é possível encontrar uma comunidade digital sobre o assunto com mídia relacionada com o tema, além de vídeos, fotos e muito mais do que se pode imaginar. 

http://comofas.com/como-fazer-grafite Issis Antunes
TENHAM UMA BOA NOITE!

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Como fazer pintura hiper realista,Lona de arte Mixed Media - Libélulas Steampunk,Desenho e pintura peixe Surreal -1- Por Cosme Rodrigues ( Acrílco sobre Tela Vazada ),Luan Gomes #2 - Figura Surrealista ( óleo s/ Tela),Como Pintar : Olho Realista,Indio kuiku ru,Onça Pintada "mesmo"COMO PINTAR ACRÍLICO CON "ESPÁTULA"

Como fazer pintura hiper realista
OBRA DE ROBERTO BERNARDI
 O italiano Roberto Bernardi, desde criança é fascinado pela pintura hiper-realística. No início, os críticos torciam o nariz para suas obras, mas desde sua primeira exposição em 94 com grande acolhida popular, os críticos foram obrigados a se render a seus impressionantes trabalhos, que se olhados de forma não criteriosa parecem fotografias.

Leia mais em: A pintura hiper-realista de Roberto Bernardi - Metamorfose Digital http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=13491#ixzz23qnEprNf
 Por GLG Contributor
 O hiper realismo é um movimento artístico que tem suas raízes em algumas cidades dos Estados Unidos da América, especialmente Nova York. A proposta dos artistas hiper realistas era fazer a captação da realidade em seus mínimos detalhes. Poderia-se utilizar de modelos com capacidade de movimento, como estáticos. Em muitas ocasiões utilizaram fotografias para fazer essa captação. Para fazer uma pintura hiper realista com mais clareza é importante a utilização da fotografia. Essa técnica foi chamada por muitos de foto-realismo. Para fazer uma pintura hiper realista utilize uma fotografia.

Instruções
 1 Antes de iniciar a pintura deve estar familiarizado com o próprio movimento. Seja mais detalhista do que as pessoas comuns. Flagre cada detalhe que está exposto na fotografia. No entanto tome cuidado para não cair no abstrato. O hiper-realismo é fiel ao nome do movimento. Nada do que não esteja demonstrado na figura modelo deve ser pintado. Por outro lado tudo o que ali está merece atenção.

2Pinte os traços de acordo com o tamanho que é mostrado na imagem. Deve derramar tinta de acordo com a necessidade para aquele traço. Se derramar tinta em demasia dará a impressão de relevo na pintura o que descaracteriza o hiper realismo, pois parece mostrar o que não é. Jamais enfeite a figura para dar um ar de criatividade. A criatividade não é bem vista nesse movimento. Afinal de contas deve expressar tão somente a realidade. 

 3 Outros sim, não escolha uma fotografia modelo, na qual foram utilizadas técnicas como terceira dimensão, linhas e perspectivas. Deve escolher uma fotografia que retrate o cotidiano das pessoas tal e qual ele é. Se técnicas de fotografias foram utilizadas, causará distorção da realidade e contrapondo ao hiper realismo.


 4 Escolha fotos do dia a dia. Uma cena de um menino jogando futebol. A família reunida no final de semana. O bebê no colo da mãe. O animal de estimação estirado na varanda. Esse tipo de fotografia modela caracteriza melhor a pintura hiper realista. Para ter certeza que foi fiel ao movimento observe se fez uma retratação leal da figura. Se seu desenho diz a mesma coisa que a fotografia. O ideal é pintar cada traço de acordo com o que ele apresenta na fotografia.

ISSIS ANTUNES
 TENHAM UMA BOA NOITE

sábado, 23 de junho de 2012

3 D NAS CALÇADAS,Pinturas 3D - Técnica de pintura em 3D mistura realidade com ilusão ,ARTE EM 3D,ARTE EM PALITOS,ARTE EM TELHAS,Óleo sobre Tela - Pintando Rosas,Tirando Dúvidas Sobre Pintura - Cor Vermelha - Waldir Catanzaro,

3 D NAS CALÇADAS 

 Com experiência na Nasa e a ajuda da geometria, o artista americano Kurt Wenner especializou-se em criar ilusões de ótica nas calçadas de dezenas de cidades do mundo. Agora, esse trabalho está sendo compilado no livro Asphalt Renaissance, que será lançado em 2 de agosto. O interesse pela arte de rua surgiu há quase 30 anos, quando o artista começou a desenhar em calçadas de Roma, Itália, na tentativa de obter sustento. "Eu observava os tetos barrocos, muitos deles com trabalhos de perspectiva", disse por telefone à BBC Brasil. "Comecei a experimentar nas ruas." 

O uso da perspectiva já era aplicado na arte europeia para dar a ilusão de figuras flutuantes nos afrescos pintados nos tetos barrocos. Wenner usou noções de geometria para criar ilusões que, vistas a partir de um determinado ponto, dão a impressão de três dimensões na arte de rua. Os cálculos são feitos sem computadores. Wenner usa régua, compasso e pedaços de barbante colados no chão para definir como será a visão da sua obra a partir de determinados pontos de vista.


TENHAM UMA BOA NOITE!!

segunda-feira, 14 de maio de 2012

INTURA ACRÍLICA PAISAGEM,DICAS DE EVA SOARES,PINTURA ABSTRATA, COMO PINTAR ´´ARVORES,COMO PINTAR A ÁGUA,PINTANDO O MAR,COMO PINTAR ÁGUA EM CACHOEIRAS,COMO PINTAR ROCHAS , TIJOLOS E PEDRAS,COMO PINTAR RAMOS,





DICAS PARA INICIANTES DE EVA SOARES 

Terebentina + óleo de linhaça.
 Essa mistura é recomendada para uso com a tinta óleo facilitando seu manuseio, acelerar a secagem e dar brilho a tinta.
 Esta mistura é muito utilizada na França. 

Experiemente usar essa medida. 
1 colher de sopa de terebentina + 1 colher de sopa de óleo de linhaça + cinco gotas de secante de cobalto. 
Não utilize quantidade acima de cinco gotas de secante, caso contrário com o tempo irá craquelar sua pintura. . 

 Como começar a pintar? 

1-Compre uma tela 30x40cm ou 40x50cm de boa marca.
 Assim poderá pintar diretamente na tela sem nenhum dano a pintura. 
2-Selecione as cores que irá utilizar.
3- Coloque as cores em uma paleta, ou azulejo, ou até mesmo em um prato branco, em pequenas quantidades. 
4-Encha uma forminha de empada, ou godê, com óleo de linhaça.
5- Encha outra com aguarrás ou solvente. 
Passe o pincel no óleo, depois na tinta e passe, suavemente, na tela. 
Esse procedimento fará o pincel deslizar na tela.
6- Limpe-o com aguarrás. 
7-Não deixe os pincéis de molho, limpe-os rapidamente, se deixar muito tempo o pincel no solvente, ele entortará as cerdas e apodrecerá o cabo. 
8-Não utilize querosene como solvente. . 

Iniciando com Tinta Acrílica. 

 Nós recomendamos a todos os iniciantes, tintas a óleo.
 Elas são mais fáceis de manusear. 
Depois que tiver prática, aí sim, volte para as tintas acrílicas. 
Por quê? 

Elas são de secagem muito rápida, dificultando sua correção, ou seja, a mistura de tons. 
Em São José dos Campos/SP, algumas escolas já adotam as tintas a óleo para crianças. 
Como você trabalha com crianças e tinta acrílica, teremos que dar um jeito. 

Para retardar a secagem,
 utilize MEDIUM ACRÍLICO líquido da Acrilex. Coloque um pouco de tinta na paleta ou azulejo, por cima pingue umas três gotinhas de médium acrílico, misturando com o pincél ou espátula ou palito de sorvete.
 Para cada cor que você irá trabalhar faça o mesmo procedimento. 

Para diluição das tintas durante a pintura, utilize em um copinho para café, água e cinco gotas de médium acrílico. Ao término da pintura, para limpeza dos pincéis, utilize água e detergente. Retire todos os resíduos de tinta, para não danificar os pincéis. Veja se você está com o material básico de pintura.

 Nunca misture tintas a óleo com tintas acrílicas ou nunca pinte com acrílicas sobre o óleo. Use mediuns e/ ou solventes para alterar características como fluidez, transparência, brilho ou tempo de secagem. Use vernizes para proteção, após seis meses de terminado o trabalho. Tintas a óleo podem amarelar quando secas no escuro. Deixe-as secarem em um ambiente com condições normais, evitando a luz direta do Sol, alto nível de umidade ou qualquer outra condição extrema. . Se desejar dar um destaque especial a um quadro, pode-se colocar um foco de luz sobre ele, porém, mantenha uma distância de cerca de 70 cm ou 80 cm para que o calor da lâmpada não altere a obra. 

O foco de luz deve ter uma abertura que enfoque todo o quadro, não causando uma área de luz no centro e áreas de sombras no lado. . Secante de Cobalto - Acelera o tempo da secagem da tinta a óleo. Deve ser utilizado em pequenas quantidades, pois altera o brilho e a fixação da tinta, podendo causar descascamento da pintura.

 Resumindo:


 se você colocar secante demais na sua pintura, com o tempo ela irá craquelar. 
 COMO TRABALHAR COM O ÓLEO - 

Alguns artistas usam carvão para um esboço preliminar, mas não se deve carregar no traço e antes de começar a pintura, deve-se retirar o excesso batendo um pano limpo na tela.
 O pincel n.º 2 e a tinta diluída com aguarrás também pode ser utilizado para esboçar os contornos, se errar, apaga-se molhando uma ponta de trapo em terebintina e esfregando no local a ser corrigido.

 Para cobrir a tela com pinceladas rápidas e ousadas, de textura rica, é só usar a tinta a óleo sem mistura. Para os detalhes que exigem precisão, acrescente óleo de linhaça ou terebintina a fim de obter uma tinta mais cremosa e fluída. Se você não gostar de alguma parte da pintura, retire-a com a espátula. Em seguida, limpe a superfície com um trapo embebido em solvente.
 PREPARANDO A PALETA

 - Esprema um pouco de cada cor - o equivalente à superfície de uma pequena moeda - em volta da paleta e vá formando pequenos montinhos.
 Comece com o branco, em quantidade equivalente ao dobro das outras tintas, pois esta é a cor mais utilizada.

 Em seguida, vá dispondo as cores quentes ao longo de um lado, e as frias do outro. 
O centro da paleta deve ficar reservado às misturas, feitas com pincel e espátula. 
Pegue um pouco de cada tinta que deseje combinar e vá fazendo adições até obter a cor pretendida.
 Lembre de ter sempre à mão um vidro com terebintina e um pano grande de algodão, ou um rolo de papel higiênico para limpeza dos pincéis. 

NÃO limpe os pincéis na terebintina usada para as misturas! Os vapores dos solventes podem ser prejudiciais à saúde, pôr isso trabalhe em local ventilado.

 COMECE PELOS ESCUROS E PELO FUNDO

 - Pinte primeiro os tons escuros e, a partir daí, os mais claros. As regiões escuras são mais facilmente identificadas e, uma vez pintadas, servem como referencial para os demais tons do quadro. A aplicação dos tons claros sobre os escuros dá a noção de volume e profundidade. 


AJUSTANDO AS CORES

 - Para chegar a uma proporção que lhe dê a cor ideal, proceda gradualmente e com cuidado. 
Ao invés de acrescentar um pouco de branco para clarear uma cor, experimente adicionar uma cor próxima. 


Pôr exemplo:


 misture o alaranjado ao vermelho, o azul claro ao azul escuro ou violeta, etc. 
São raras as obras realizadas com cores puras, o efeito pode ser desarmonioso e berrante. 
Mas é claro que há exceções. 


ECONOMIZE AS TINTAS 


- Fora do tubo, a tinta a óleo absorve oxigênio do ar, tornando-se seca e imprestável. É possível retardar esse processo cobrindo a paleta com um plástico para guardá-la ou utilizar como paleta uma caixa com tampa
 (Ex: caixa de fita de vídeo), e acrescentar uma gotinha de óleo de linhaça às tintas quando parar de usá-las, ajuda a ficarem úmidas mais tempo. 


 Maneiras inovativas de incrementar a venda de suas obras de arte
 Extraído da Internet e traduzido por Oswaldo Pullen. 
 Qualquer Artista poderá lhe contar que um dos mais difíceis aspectos de ser um artista é viver exclusivamente disto.
 Uma das maneiras convencionais de adquirir felicidade financeira é apresentar seus trabalhos nas Galerias, mas muitos artistas não tem como fazer isto, e muito poucos conseguem faze-lo em uma base regular. 
Os artistas, no entanto, são uma gente inventiva, e conseguem uma variedade de maneiras de corrigir este problema. 
Uma das mais comuns é a de aumentar o reconhecimento de seu nome. Os artistas mais reconhecidos vendem muito porque fazem sua arte visível e acessível para os colecionadores. Eles sabem que quanto mais gente ver o seu trabalho, maiores são as chances de vender. Sua arte é seu cartão de visitas, seu folheto promocional, sua melhor forma de anunciar. Faça os seus trabalhos sairem de seu estúdio, já que lá eles não estão fazendo bem a ninguém.

Mostre-os sempre que possível, particularmente nos lugares frequentados por pessoas que gostam de arte e dispõe de recursos para adquiri-la. Restaurantes, hotéis, lojas, salas de espera, firmas de decoração, e lojas finas de móveis são todos boas possibilidades. 


 COMO DESENHAR FIGURA HUMANA

A beleza, não pode ser descrita em termos exatos, pré-requisitos da "beleza perfeita" correm o risco de sofrerem influência pelo gosto pessoal, que varia de acordo com a evolução da sociedade, pois o que era belo para Leonardo da Vinci e Boticelli, hoje é uma fonte de renda para massagistas e esteticistas.

Traduzir em linhas simples e objetivas, a anatomia artística, destacando o vigor, a elegância e a graça do corpo humano sadio, é um desafio para o artista.
 Contudo, o emprego das escalas de proporção – ou cânones ( medidas que estabelecem todas as proporções do corpo e constituem a medida ideal para a figura humana) , torna esta tarefa muito mais fácil. 
O amor pelo desenho e uma observação detalhada antes de cada traço de lápis, é essencial para um acabamento perfeito. Ao progredir em sua carreira, o artista percebe que seu trabalho precisa de uma boa base de anatomia. 


Os grandes mestres do passado compreenderam isto e seus conhecimentos de anatomia eram comprovados principalmente nos esboços preliminares, até hoje preservados, de suas obras. 
Para expressar formas exteriores, é preciso tomar conhecimento da estrutura óssea e muscular, e suas proporções. 
A proporção é a relação comparada de uma coisa para outra, e um padrão ou unidade de medida deve ser estabelecido. Em arte, este padrão chama-se "cabeça", na sua distância que vai da parte superior do crânio à ponta do queixo. As proporções ideais sofrem alterações de acordo com a idade, raça, ou o tipo físico do modelo. Pôr exemplo, a criança com um ano de idade aproximadamente, tem em média 4 cabeças de altura; o homem norte-americano possui 8 cabeças de altura e o homem brasileiro, em média 7½ cabeças de altura.


 Os ossos da mulher são mais curtos e têm superfícies menos ásperas que os do homem. O osso do peito ( esterno ) é mais curto e mais recurvado, e a pélvis é mais longa e mais baixa dando maior amplidão aos quadris. Os ombros são mais estreitos, as espáduas mais arredondadas. 
Os braços do homem são mais longos em relação ao tronco que é proporcionalmente maior na mulher, as pernas são mais longas e o crânio é maior. O centro da figura feminina fica acima do púbis, ao passo que no homem é quase no próprio púbis. As crianças de três anos têm mais ou menos a metade da altura do adulto. À medida que cresce mudam as proporções e aos 25 anos o desenvolvimento é completo. Os músculos dos adultos respondem aproximadamente pela metade do peso do corpo. Na velhice o tamanho diminui, devido ao endurecimento e à retração das cartilagens entre os ossos. Antes de começar um desenho, procure em cada caso, a forma geométrica básica, na qual a ação e a massa da figura caberão. Se puder discernir a forma geral que governa o modelo desde o início – além da pose – estará resolvida mais da metade do problema.

Comece seu desenho, delimitando o espaço do papel que será utilizado, com linhas horizontais, verticais ou diagonais, que passem pela parte superior e inferior do desenho; esboce os contornos com linhas suaves, traçadas livremente, procurando conseguir o aspecto geral da figura, visualizando-a no total e colocando-a no papel, no tamanho desejado. Enquadre com linhas retas que passem externamente às saliências da figura para obter melhor idéia das direções das linhas.
 As linhas horizontais que passam pelo corpo representam as formações principais e a direção que elas tomam em relação com a linha vertical, determinam a ação do corpo. 
Desenhe estas linhas de guia levemente pelos ombros, peito, quadris e joelhos, que deverão ser apagadas ou desaparecerem à medida que o desenho evoluir. A maioria das linhas da figura humana são relativamente retas, deve-se desenhar muito levemente a fim de não tornar a obra muito pesada e dificultar as correções. Esboce dentro das linhas, os contornos dos membros e músculos, simplificando o quanto possível, o volume geral da massa, sempre comparando e relacionando tamanhos e posições, com 95% de observação do modelo e 5% de execução do desenho. 
Finalize, aperfeiçoando os contornos, com linhas mais definidas e precisas, e utilizando o jogo de luz e sombra para dar volume e movimento à sua obra. . Pintura sem a luz do dia. Para quem pinta apenas com luz artificial, sugiro que usem de iluminação mista, ou seja, uma composição de luzes de lâmpadas frias (fluorescentes) com lâmpadas incandecentes. As luzes devem ser colocadas ao lado e acima do cavalete, através de "suportes" . Deste modo não aparecerão sombras e nem forçarão os olhos. Quando uma tela é iniciada com luz artificial deverá ser concluida com a mesma luz, para manter o mesmo "padrão" de luzes e sombras. 


Outra consideração
 - jamais devem ser usadas lâmpadas de mercúrio e de outros gases, pois são muito agressivas aos olhos. 
 Pessoas alérgicas a diluentes.
 Primeiramente, veja se você se adapta ao médium acrílico, utilizando o material que você já tem.
 A outra opção seria adquirir aguarrás desodorizada em empresas que vendem produtos químicos ou produtos para piscinas.


 Algumas sugestões em São Paulo: empresa DEL NERO PRODUTOS QUÍMICOS LTDA, TEL. 011 4224-4388 ou pela empresa ANIDROL, tel 011 713-3555.
 A Acrilex tem o produto ECOSOLV, pedi informações mais detalhadas. Veja qual você adquiri com maior facilidade e continuidade, se realmente esses produtos não tem cheiro. Eu utilizava a aguarrás desodorizada das Tintas Paraty, mas infelizmente eles fecharam no ano passado. Passei a utilizar da Luxnova, mas ela parou de fabricar este produto esse ano. 
Tentei maiores explicações de fabricantes de tintas, mas até o momento não me enviaram resposta. Escolha o caminho mais fácil e simples.** Segue email enviado pela TECSCREEN(GATO PRETO) sobre o tema***** Sorocaba, 20/02/2001 
Eva Soares Assunto – Diluente desodorizado.
 O mercado tem lançado solventes chamados ecológicos e sem cheiro. Podemos afirmar com segurança que o fato destes produtos apresentarem baixos índices de odor não os caracterizam como ecológicos ou não- tóxicos Muito pelo contrário o fato de ser um solvente já o tornam contra indicado para limpar a pele pois parte deste será absorvido através dos poros podendo provocar intoxicações. Também não os torna menos agressivos ao meio ambiente. São destilados de petróleo e sabemos os danos que acarretam quando são jogados indiscriminadamente na natureza. Estes produtos não são totalmente inodoros ,são mascarados e perfumados tornando-os para pessoas mais sensíveis até mais irritante do que os tradicionais. A terebintina não é por acaso , o diluente tradicional da pintura a óleo . trata-se de um solvente vegetal finíssimo extraído da destilação de pinheiros . Seu odor característico funciona com um fungicida que vai agir entre as camadas de tinta e tela evitando a formação de fungos e bactérias , prevenindo contra o apodrecimento do tecido da tela. Em estado puro e bastante volátil e sua utilização é bastante ampla na indústria farmacêutica em ungüentos e pomadas. Como diluente de tintas este produto é fabricado combinado com aguaras mineral com o nome de ESSÊNCIA DE TEREBINTINA. As pessoas que por algum problema de saúde não puderem ou não quiserem se expor aos odores tradicionais da técnica de pintura a óleo, sugerimos que utilizem as tintas acrílicas ,que são a base de água e com odor mais suave e aceitável.*****EMAIL ENVIADO PELA EMPRESA CORFIX FÁBRICA DE TINTAS E MATERIAL PARA PINTURA E ARTESANATO****A/C: Sra.Eva/Conceição Varela Conforme sua solicitação,temos em nossa linha o diluente eco-que é inodoro e não tem cheiro tão forte quanto aguarrás e terebentina. Se possível nos envie seu endereço completo para que possamos enviar catálogos de toda nossa linha,assim como técnicas de pinturas. 


 O material necessário para fazer desenho é: 1-1- lápis 6B(macio),
2- uma borracha macia,
3- lápis HB(duro)
4- e uma régua. 
Você pode desenhar diretamente na tela, se vc tiver um bom desenho à mão livre, utilize lápis 6B. Eu utilizo somente lápis Conté (Francês), pois além de macios, apagam com facilidade. 


Não utilize o carvão, pois sujam o trabalho na hora da pintura. Outra maneira é a técnica da ampliação através do desenho quadriculado. Primeiro divida em partes iguais(quadriculadas) o motivo a ser ampliado na tela.
 Já na tela, divida-a com os mesmos números de quadrados que vc dividiu o motivo. Se quiser ampliar o motivo a ser pintado, aumente o tamanho dos quadrados na tela. É fundamental que a tela tenha o mesmo número de quadrados que o motivo, senão não dará certo. Agora é só olhar o motivo e desenhar quadrado por quadrado na tela. . Tintas vermelhas ou cores que ficam manchadas.Utilize a mistura que eu coloquei no site. Encoste apenas a ponta do pincel, não encharque-o. Passe uma demão, aguarde a secagem. Passe outra depois de bem seca a tela. Tenha paciência para esperar a secagem. Se necessário, de uma terceira demão. . Para fazer traços finos ou assinar seu trabalho. Para fazer traços finos utilize o pincel série 308, número 0. A técnica adequada é muito treinamento. 
Não carregar peso no dia que for pintar, isso influência na perfeição dos traços.


 FONTE:http://www.pintoresonline.com.br ISSIS ANTUNES

FELIZ DIA DAS MÃES!