PINTANDO E REPINTANDO

PINTANDO E REPINTANDO
SEJAM BEM VINDOS

Seguidores

MERCADO LIVRE

Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

dicas como pintar a bailarina,dicas sobre rachaduras e furos na tela,pintura em spray o fundo do mar e pintando o espaço,( Pintando rosto ), pintando rosto de homem, pintando a janela,pintura a dedo naturalismo...



DICAS IMPORTANTES:

<<Evite rachaduras >>



Para evitar que as desagradáveis rachaduras apareçam na sua pintura a óleo, deve-se observar uma regra técnica. É o chamado "gordo sobre magro". Nunca se deve sobrepor camadas magras, isto é, diluídas em essência de terebintina sobre camadas de tinta diluídas em óleo de linhaça. É importante também ter cuidado com as telas convencionais feitas com óleo de linhaça compradas prontas (são as amarelinhas), que deverão ser retiradas da embalagem de plástico e exposta para secagem ao ar durante o espaço de três semanas. 


VOCÊ SABIA??




Se a sua tela furar ou rasgar, basta colocar esparadrapo na parte de trás. O resultado fica perfeito. 
A tinta na cor branco de titânio não é tóxica. Por isso, muitos artistas preferem trabalhar com ela em vez de outros tipos de branco que contêm chumbo.




A cor amarelo ocre é ideal para atingir uma tonalidade discreta e, ao mesmo tempo, forte. Além disso, se você acrescentar um pouquinho de azul no amarelo ocre, o resultado será um tom de verde muito bonito.




Sua tinta verde oliva acabou e você está no meio da pintura? Não precisa parar. Para obter este tom, basta misturar um pouco de preto como amarelo ocre.









A maioria dos artistas acha que vermelho de cádmio é o tom de vermelho mais útil na pintura, principalmente quando se pinta flores. Portanto, esta cor não deve faltar em sua paleta. 


A bailarina!



Este tema é muito popular entre os admiradores
 que gostam de de pintura.

  Aqui , você terá à disposição dicas
para compor sua  tela 

Criação e execução:  ISSIS ANTUNES 

MATERIAL UTILIZADO



 Tinta a óleo Oil Colors Classic Acrilex nas cores: branco de titânio, sombra queimada, amarelo nápoles, vermelho chinês amarelo de cádmio claro, terra de siena natural, azul ultramar claro, laranja de cádmio, terra de siena queimada 
 Lápis preto 6B (Para transferir o risco ou o próprio pincel) 
. Papel carbono (Para transferir o risco) 
. Pincéis Condor 456-18 e 12; 484-12 
. 1 tela com 30 cm x 40 cm 
. 1 moldura como mostra a foto 
. Ecosolv Acrilex 
. 1 paleta 
. Médium com 50% de óleo de linhaça Acrilex e 50% de terebintina 
(Para diluir a tinta quando necessário) 




Transfira o risco para a tela com o pincel 456-12 e terra de siena natural. Se preferir, use papel carbono e lápis preto. 





Com sombra queimada e azul ultramar misturados na ponta do pincel 456-18, dê pinceladas em "x" e irregulares para compor o fundo superior da tela. 




Acrescente um pouco de laranja cádmio na mistura do passo anterior e preencha o restante do fundo. Continue com o mesmo pincel. Aproveite e pinte o fundo entre o braço e o corpo da bailarina.





Com o mesmo pincel, amarelo cádmio claro, vermelho chinês e laranja de cádmio misturados na ponta do pincel vá preenchendo o chão. Dê pinceladas horizontais escurecendo o lado esquerdo da tela.
 





Defina a sombra da bailarina no chão com sombra queimada e o mesmo pincel em movimentos horizontais. 




Mude para o pincel 484-12 e misture as cores amarelo nápoles com pouco terra de siena queimada. Dê pinceladas que acompanhem o risco e de modo a preencher as costas, o braço e a perna da bailarina. 



Escureça as costas do lado esquerdo da bailarina e a parte inferior do braço com sombra queimada e um pouco de laranja de cádmio, misturados na ponta do pincel 484-12.

 

 Com branco de titânio e amarelo nápoles, preencha o colante da bailarina com pinceladas verticais. Continue com o mesmo pincel. 

 9Escureça a saia da bailarina com terra de siena natural e pincel 456-12. Dê pinceladas em "x".



 


 10Com o canto do mesmo pincel e branco de titânio, puxe as dobras da saia da bailarina. Acrescente um pouco de amarelo nápoles para as áreas de sombra. 


11 Mude para o pincel 484-12, branco de titânio com um pouco de amarelo nápoles misturados na ponta do pincel e puxe a alça do colante. Use a ponta do pincel. 


12 Com pouco de sombra queimada e o mesmo pincel puxe pinceladas verticais para compor a sombra do colante. 

 
13Preencha as áreas de sombra do cabelo da bailarina com sombra queimada. Use o mesmo pincel. 

 
14Use o mesmo pincel em movimentos de dentro para fora para iluminar o cabelo da bailarina com amarelo de cádmio claro. 


    15Com pouco laranja de cádmo e a ponta do mesmo pincel escureça os cabelos da bailarina. Aproveite e escureça também as costas e o braço da bailarina. 



16Com o pincel 484-12 e terra de siena queimada, faça movimentos em meia-lua para compor a orelha da bailarina. 




17 Com o mesmo pincel e terra de sombra queimada, reforce a sombra da bailarina com movimentos horizontais. Aproveite e faça o detalhe do cotovelo e a sombra da mão. Use o canto do pincel. 



18 Com o mesmo pincel e um pouco de terra de siena queimada, acentue o tom da perna da bailarina. Puxe movimentos de dentro para fora com o pincel inclinado.







19 Preencha a sapatilha da bailarina com um pouco de amarelo nápoles. Em seguida, use sombra queimada para compor o detalhe da sapatilha e a sombra da mão,




ISSIS ANTUNES












TENHAM UMA NOITE ILUMINADA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário